Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida 32 anos educando

Aluno do Mandinho reunidos

Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida

Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida 32 anos educando para obter uma cidade mais humana e um cidadão totalmente comprometido com uma cidade para todos

 

Aluno do Mandinho reunidos
Aluno do Mandinho reunidos

Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida
Cód. 29164826 CNPJ: 02.032.246/0001-70
Conceição do Almeida – BA CEP: 44540 – 000
Rua Ulisses Caldas Pinto nº. 41 / 43
Tele/Fax: (75) 3629-2051 E-mail: cescalmeida@gmail.com

COMEMORAÇÃO DOS 30 ANOS DE FUNDAÇÃO DO CEMA
CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
26/07: Seminário “50 anos do Golpe Militar de 1964”
PALESTRANTES
Luiz Brasileiro
Benjamim Ferreira de Souza

27/08: Seminário: “Os 30 anos de nossas práticas pedagógicas”

Atividade Cultural: Recital de cordel “30 anos do CEMA”
Alunos do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio.
Participantes:
Prof.ª Altamira Muniz (primeira diretora da UEE)
José Gonçalves (Analista de resultados Avaliação Inclusiva)
Celidalva Reis (Coautora da proposta de Avaliação Inclusiva)
Ex-estudantes;
Ex-professores;
Ex-diretores (ainda sem confirmação)
Comunidade escolar atual.

12 e 13/09: Capacitação para o corpo Docente

Curso: Currículo e as práticas pedagógicas

07/09: Desfile Cívico com a temática da história dos 30 anos do CEMA

Participantes:
Alunos
Professores
Fanfarra escolar

23 a 26/09: GINCANA

TEMA: “CEMA desde 1984 fazendo história”
Eventos pedagógicos: 23 e 24/09
Eventos culturais: 25 e 26/09

27/09: Baile Temático
Participantes: Comunidade escolar

 

CEMA – 1993 foram certificados os primeiros Técnicos em Administração

Confraternização do Terceirão.

 No final de 1993 foram certificados os primeiros Técnicos em Administração os primeiros Professores formados no Colégio Estadual Sérgio Carneiro.

Mandinho Almeida
2014 – Foto de aliunos no Colegio Mandinho Almerida – Em poste de publicação atual.

 

Em 2000 o governo estadual liderado pelo Sr. Paulo Souto e o Secretário de Educação Eraldo Tinoco, autorizou a reforma e ampliação do colégio. Hoje, contamos com um prédio de dois pavilhões, com 16 salas de aula, um  laboratório de Informática, uma biblioteca, uma sala de direção, sanitários, sala de professores e outras dependências. Ministrando o Ensino Fundamental de 5ª a 8ª série e o Ensino Médio.Em 03 de dezembro de 2009, através da Portaria 16985, o Colégio Estadual Sergio Carneiro passou a ser denominado Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida (CEMA), dando início então a um período de grandes realizações pedagógicas e intensas mudanças.

No CEMA não há alunos ideais, mas sim reais, com problemas e dificuldades inerentes a qualquer ser humano. A maior parte dos alunos são  oriundos de famílias de baixo poder socioeconômico, recebendo em sua maioria apenas um salário mínimo mensal. Cerca de 80% desses alunos são oriundos da zona rural, cujos pais possuem baixo nível de escolaridade, o que prejudica no acompanhamento dos mesmos devido à sua jornada de trabalho.

Este Estabelecimento de Ensino, hoje denominado COLÉGIO ESTADUAL MANDINHO DE SOUZA ALMEIDA, possui uma área aproximada de 1.1008,66 m². As atuais dependências físicas foram construídas na década de oitenta e inaugurada em 27 de setembro de 19, pelo então Governador do Estado, Excelentíssimo João Durval Carneiro.

Dispõe de 15 salas de aula, 01 laboratório de informática, 01 laboratório de ciências, 01 sala dos professores, 01 sala de diretoria, 01 secretaria, 01 almoxarifado, 01 biblioteca com acervo de 3.000 exemplares, 01 salão, o1 sala de coordenação, 01 cantina.O fato de ser o prédio construído há 25 anos necessita de algumas reformas e adequações:

Alunos reunidos no slão nobre do CEMA
Alunos reunidos no slão nobre do CEMA

· Necessita de melhoria para o acesso a portadores de necessidades especiais  com deficiência física, ou seja, o cadeirante.

· Condições de uso como iluminação, acústica, ventilação, limpeza, instalações sanitárias e segurança, necessitam de constantes cuidados e atenção, em todas as salas e espaços de circulação.

· As instalações administrativas são adequadas ao trabalho.

· As salas de aula necessitam de reformas estruturais como refrigeração.

· Acesso a locais de alimentação estão estrategicamente localizadas e atendem o que determina a legislação pertinente.

· Os espaço para reuniões, apresentações de atividades pedagógicas necessitam de uma estrutura melhor, pois que é na entrada da instituição.

.  A quadra de esportes também precisa ser coberta.

2.2  DADOS DA ESCOLA EM 2008/2009

 

Aproveitamento dos alunos da 5ª – 8ª série/ 6º – 9º ano do Ensino Fundamental

Parte superior do formulário

Ano de Referencia: 2008
SÉRIE Matrícula Inicial Admitidos após mês de março Afastados por Abandono Afastados por Transferências Matrícula Final Aprovados Reprovados Taxa de Aprovação Taxa de Reprovação Taxa de Abandono
5ª/6º 71% 23% 4%
6ª/7º 73% 24% 2%
7ª/8º 76% 19% 4%
8ª/9º 80% 18% 0%
TOTAL 685 14 17 171 511 395 116 75% 22% 3%

No CEMA não há alunos ideais, mas sim reais

   No CEMA não há alunos ideais, mas sim reais

Alunos do colegio CEMA

MARCO SITUACIONAL
2.1 Contexto Escolar

No final de 1993 foram certificados os primeiros Técnicos em Administração os primeiros Professores formados no Colégio Estadual Sérgio Carneiro. Em 2000 o governo estadual liderado pelo Sr. Paulo Souto e o Secretário de Educação Eraldo Tinoco, autorizou a reforma e ampliação do colégio. Hoje, contamos com um prédio de dois pavilhões, com 16 salas de aula, um  laboratório de Informática, uma biblioteca, uma sala de direção, sanitários, sala de professores e outras dependências. Ministrando o Ensino Fundamental de 5ª a 8ª série e o Ensino Médio.Em 03 de dezembro de 2009, através da Portaria 16985, o Colégio Estadual Sergio Carneiro passou a ser denominado Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida (CEMA), dando início então a um período de grandes realizações pedagógicas e intensas mudanças.

Colegio Mandinho Almeida
Colegio Mandinho Almeida

No CEMA não há alunos ideais, mas sim reais, com problemas e dificuldades inerentes a qualquer ser humano. A maior parte dos alunos são  oriundos de famílias de baixo poder socioeconômico, recebendo em sua maioria apenas um salário mínimo mensal. Cerca de 80% desses alunos são oriundos da zona rural, cujos pais possuem baixo nível de escolaridade, o que prejudica no acompanhamento dos mesmos devido à sua jornada de trabalho.

O Colégio Estadual Sergio Carneiro, fundado em 27 de Setembro de 1984
O Colégio Estadual Sergio Carneiro, fundado em 27 de Setembro de 1984

Este Estabelecimento de Ensino, hoje denominado COLÉGIO ESTADUAL MANDINHO DE SOUZA ALMEIDA, possui uma área aproximada de 1.1008,66 m². As atuais dependências físicas foram construídas na década de oitenta e inaugurada em 27 de setembro de 19, pelo então Governador do Estado, Excelentíssimo João Durval Carneiro.

Dispõe de 15 salas de aula, 01 laboratório de informática, 01 laboratório de ciências, 01 sala dos professores, 01 sala de diretoria, 01 secretaria, 01 almoxarifado, 01 biblioteca com acervo de 3.000 exemplares, 01 salão, o1 sala de coordenação, 01 cantina.O fato de ser o prédio construído há 25 anos necessita de algumas reformas e adequações:

 

· Necessita de melhoria para o acesso a portadores de necessidades especiais  com deficiência física, ou seja, o cadeirante.

· Condições de uso como iluminação, acústica, ventilação, limpeza, instalações sanitárias e segurança, necessitam de constantes cuidados e atenção, em todas as salas e espaços de circulação.

· As instalações administrativas são adequadas ao trabalho.

· As salas de aula necessitam de reformas estruturais como refrigeração.

· Acesso a locais de alimentação estão estrategicamente localizadas e atendem o

MARCO SITUACIONAL 2.1 Contexto Escolar

  1. MARCO SITUACIONAL

2.1 Contexto Escolar

Patio da do Colégio
A sociedade contemporânea espera de todas as instituições

O Colégio Estadual Sergio Carneiro, fundado em 27 de Setembro de 1984, situado à rua Dr. Ulisses Caldas Pinto, nº 41/43 – Centro, em Conceição do Almeida – Bahia, nasceu da luta de um grupo da comunidade liderado pelo Exmº Sr. Hermando Mandinho  de Souza Almeida. Inicialmente funcionava o 1º grau do Ensino Fundamental de 1ª a 8ª série na casa de um dos fundadores, o Sr. Hermando de Souza Almeida, “Mandinho”, em seguida veio instalar-se em um prédio que funcionava como Armazém de beneficiar tabaco, sem nenhuma condição em sua estrutura física.

 

Em 1989, o Governador da época o Sr. João Durval Carneiro autorizou a construção do Prédio para funcionar o Colégio Estadual Sérgio Carneiro, nome que homenageia o filho do governador. No prédio de construção da U.E.E, as aulas foram ministradas em um salão Paroquial, pertencente à Igreja matriz da cidade. Nos meados dos anos 90, foi inaugurado o novo Colégio, sob a direção da Professora Altamira Muniz da Silva e Dilma Caldas como Coordenadora de ensino.

Durante o primeiro ano de funcionamento todos os funcionários, inclusive professores não foram remunerados. Em seguida foi Diretor o Professor Paulo Moraes que depois passou a Direção para a Professora Maria das Graças Duarte Cardoso. Em 1990, assumiu a direção a professora Nadir da Silva Santos, que permaneceu até março de 2007. A primeira medida tomada ao assumir, foi a oficialização e o reconhecimento da SEC dos Cursos de 2º Grau de Técnico em Administração e Formação de Professores – antigo magistério – vindo a acontecer em 1996.

No final de 1993 foram certificados os primeiros Técnicos em Administração os primeiros Professores formados no Colégio Estadual Sérgio Carneiro. Em 2000 o governo estadual liderado pelo Sr. Paulo Souto e o Secretário de Educação Eraldo Tinoco, autorizou a reforma e ampliação do colégio. Hoje, contamos com um

A sociedade contemporânea – II. INTRODUÇÃO

II. INTRODUÇÃO

Alunos do colergio CEMA
A sociedade contemporânea espera de todas as instituições que a compõe, ação, criatividade

A sociedade contemporânea – II. INTRODUÇÃO

A sociedade contemporânea espera de todas as instituições que a compõe, ação, criatividade, parcerias, produção, empreendedorismo, competências e qualidade, com vistas às necessidades sociais vigentes. Neste sentido, o Colégio Estadual Mandinho de Souza Almeida tem como objetivo promover uma Educação de qualidade para os seus educandos. Essa educação perpassa pela produção de conhecimentos e profissionais competentes, ativos, críticos, participativos, comprometidos e, além de tudo, humanos. Nessa perspectiva, adotaremos práticas pedagógicas contextualizadas e críticas, estimuladoras e promotoras da cidadania, que considerem o ser humano um ser global, social e histórico.

Todas as questões que envolvem o fazer pedagógico e as suas relações com o currículo, conhecimento e com a função social da escola, favorece a um pensar e uma reflexão contínua de todos os envolvidos neste processo. Que Escola queremos construir? Que conhecimentos nossos alunos/as precisarão ter para de fato, exercer a sua cidadania, nesta sociedade tão cheia de conflitos? Conflitos estes que estão presentes no espaço escolar, nas relações pessoais, no confronto das idéias, e também no surgimento de novas concepções, das dúvidas e da necessidade do diálogo entre os sujeitos aprendentes (comunidade escolar).

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
Mandinho Almeida 30anos fazendo historia
17:35 17/07/2014
Fundamentos Legais:

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, (LDB) 9.394/96 no TÍTULO IV – “Da Organização da Educação Nacional”, trata explicitamente a proposta pedagógica e do projeto pedagógico da escola elaborado com a participação de todos os seus atores. Destaca que a comunidade deva repensar a instituição educacional a partir dos princípios de flexibilidade e contextualização estabelecidos por ela. Nela o projeto pedagógico é idealizado e o Estatuto e o Regimento são normas definidoras do fazer pedagógico.
Dos Princípios e Fins da Educação Nacional

Art. 2º. A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.
Art. 3º. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:
I – igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;
II – liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber;

III – pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas;
IV – respeito à liberdade e apreço à tolerância;
V – coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
VI – gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;
VII – valorização do profissional da educação escolar;
VIII – gestão democrática do ensino público, na forma desta Lei e da legislação dos sistemas de ensino;
IX – garantia de padrão de qualidade;
X – valorização da experiência extra-escolar;
XI – vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.

Mandinho Almeida 32 anos de educação.

Colégio Estadual Mandinho Almeida 32 anos de educação.

Comemoração do dia dos estudantes com diversas atividades sócio educativas
Comemoração do dia dos estudantes com diversas atividades sócio educativas

Prepare-se para a grande comemoração desse estabelecimento que nos últimos 32 anos vem sempre fazendo a diferença nesse mundo educacional tentando com muito esforço desenvolver uma escola totalmente contextualizada a partir do mundo onde os seus agentes vivem cotidianamente.
Sendo assim vamos construindo uma educação viva onde os seus educandos são os verdadeiros protagonista do seu conhecimento, utilizando aulas totalmente participativas trazendo os conteúdos dentro de uma visão interdisciplinar a partir da realidade dos mesmos.

Colégio Mandinho Almeida desde de 1984 fazendo Historia.