Colégio Estadual Mandinho Almeida

 

 

 

Questionamento da linguagem

A professora motivou a platéia apresentando questionamentos sobre a relação entre Linguagem e Expressão. Ela ressaltou a importância da linguagem, do registro técnico, a urgência da expressão interior e como podemos traduzir em palavras o que captamos com nosso olhar, possibilitando leituras de mundo.
 

 8ª Feira do Conhecimento C.E.M.A

 

Questionamento da linguagem

 

A Mas ela o faz de uma forma integrada, de modo que textos escritos e oralizados, imagens  fixas e em movimento,sons musicais ou ruídos, gestos, toques e toda sorte de respostas 
corporais se combinam para constituir uma modalidade discursiva única e holística.

 

A informática, nos  impõe, portanto, o desafio de aprender a construir o pensamento e expressá­lo socialmente através  de um conjunto integrado de meios, através  de um  discurso áudio­tátil­verbo­moto­visual, sem hierarquias e sem a hegemonia de um código  sobre os demais.


Questionando ainda a  evolução das linguagens, Machado pergunta se não seriam os filmes, os vídeos, os discos e muitos programas de rádio e televisão os livros de nosso tempo?

 

O presente artigo pretende seguir sua reflexão exatamente a partir deste enfoque, entendendo que a relevância está nas linguagens e nos conteúdos. Os meios podem ser passageiros, adequando­se  permanentemente  à pertinência  da  comunicação.

A linguagem para a  narração dos fatos será aquela  que o conteúdo determinar. Todavia,isto não é absoluto e precisa ser relativizado.

O que também interfere neste andamento e em todas as mudanças é a cultura que é influenciada e influencia esta re­acomodação.


Cultura, linguagem e historicidade são fatores envolvidos na multiplicidade de sentidos que recobrem a comunicação. Barthes (1988) afirma que o texto é espaço de múltiplas dimensões, com origem na cultura, que é também linguagem.
O processo é complexo e, como pensa Morin (1995), os pensamentos fracionais,que fragmentam tudo o que é global, ignoram por natureza o complexo antropológico e o contexto planetário.

 

Mas não basta inscrever todas as coisas e os acontecimentos num quadro ou horizonte planetário. Trata­se de buscar sempre a relação de inseparabilidade
e de inter­retro­ação entre todo fenômeno e seu  contexto e de todo o contexto com o contexto planetário.

 

Entende­se  que as linguagem

 

Texto: versão na integra estriada da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul / Brasil 

 

Continua lendo

 

  CEMA 2010 - Núcleo de Tecnologia - Diretor: Marilson Carv